O uso de Zonas em uma Edificação



São definidas as zonas de proteção que vão atuar contra as descargas atmosféricas utilizando medidas de proteção como SPDA, condutores de blindagem, blindagens magnéticas e DPS para determinar a (ZPR). Essas zonas juntamente com as medidas de proteção podem reduzir consideravelmente os danos causados pelas LEMP. As ZPR estão definidas conforme a norma 5419-1.





A proteção contra Lightning EletroMagnetic imPulse (Lemp) para reduzir o risco de falha de sistemas internos deve limitar sobretensões, devido a descargas atmosféricas na estrutura, resultando de acoplamento resistivo indutivo; sobretensões devido a descargas atmosféricas perto da estrutura, resultando de acoplamento indutivo; sobretensões transmitidas por linhas que adentram a estrutura, devido a descargas atmosféricas diretas nas linhas ou próximas a estas; e campo magnético acoplado diretamente aos aparelhos.


Estas zonas são teoricamente associadas à parte do espaço onde a severidade do LEMP é compatível com a suportabilidade dos sistemas internos existentes. As sucessivas zonas se caracterizam pela mudança significativa na severidade no LEMP. Sendo a fronteira de uma ZPR definida pelas MPS empregadas.





Zonas de Proteção - ZPRs


a) ZPR 0A: zona que é atingida diretamente ou tem ação do campo eletromagnético total da descarga atmosférica. Os sistemas internos podem sofrer danos ou falhas ocasionadas pela corrente total da descarga atmosférica.


b) ZPR 0B: zona protegida contra a descarga atmosférica direta, mas tem ação do campo eletromagnético total e sistemas internos podem sofrer danos ocasionados pela corrente total da descarga atmosférica.


c) ZPR 1: zona que limita a corrente de surto por uma divisão de corrente de descarga atmosférica e pela aplicação de interfaces isolantes ou uso de DPS no limite de entrada, medidas de proteção como blindagem espacial pode diminuir os efeitos do campo eletromagnético.


d) ZPR 2, ..., n: zona que com maior limitação da corrente de surto por uma divisão de corrente de descarga atmosférica maior e pela aplicação de interfaces isolantes ou uso de DPS no limite de entrada adicionais, medidas de proteção como blindagem espacial adicionais podem diminuir os efeitos do campo eletromagnético.


Quanto maior a zona de proteção, menor serão os parâmetros de efeito do meio eletromagnético. A estrutura a ser protegida deve estar em uma ZPR que cuja a característica de proteção seja equivalente para evitar possíveis danos (danos físicos ou falhas dos sistemas elétricos e eletrônicos devido aos surtos de sobretensões).












⚡SPDA e Aterramento Experience.

Evento 100% online e gratuito





Cadastre-se GRATUITAMENTE:

https://engpabloguimaraes.com.br/spdaexperienceagorg




FAÇA PARTE DO CURSO MAIS

COMPLETO DE SPDA DO BRASIL!

https://engpabloguimaraes.com.br/inscricaospdaeaterramento







Fonte:

https://www.udesc.br/arquivos/udesc/id_cpmenu/9731/spda4_v8_15_15641593805157_9731.pdf

https://www.unifacvest.edu.br/assets/uploads/files/arquivos/b7760-waltrick,-p.-v.-v.-sistemas-de-protecao-contra-descargas-atmosfericas-spda-estudo-de-caso-em-uma-estrutura-predial.-tcc,-2018..pdf


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo