Os 10 principais erros em Inspeções Elétricas


A Responsabilidade da Inspeção Elétrica


A atividade de inspeção segue técnicas de trabalho que não são abordadas pelo currículo natural das escolas, universidades e cursos técnicos e, por conta disso, requer uma atenção especial quanto à prática, ao posicionamento técnico, e até mesmo ético da situação “inspeção”. Quando realizada de forma planejada e com periodicidades pré-estabelecidas, assegura a confiabilidade e disponibilidade das instalações, evitando assim, acidentes, sinistros, surpresas, imprevistos e situações de pânico.





ERRO 1/10 - Não analisar o projeto antes de inspecionar a instalação


Infelizmente é um dos erros mais comuns














Esse erro é comum em alguns relatórios e laudos, onde o profissional antes de chegar na instalação não faz nenhuma análise, ou seja, ele nem sabe o que é para ser feito, indo apenas com o pensamento de que, quando chegar lá no local ele vai analisar, só que o grande problema é que às vezes o que ele analisa, não está coincidindo com projeto.


Quando a instalação tem um projeto, o que você deve fazer? Validar!

Se caso houver projeto, validar o que tem na edificação, na instalação elétrica, e se está em concordância com o projeto, se não tiver, você vai ter que fazer outra validação e encomendar atualizações do mesmo.

“ É uma parte muito importante. Quando estava no meu início, cometia esse erro; prestar serviço sem fazer uma análise, sem avaliar nenhum tipo de projeto, nem diagrama unifilar, simplesmente observava o que tinha na instalação, verificava que o que eu tinha vistoriado, passava o requisito no visual; e sempre era necessário voltar lá e fazer uma nova análise. Não perca tempo, tempo é dinheiro.’’

Eng. Pablo Guimarães



ERRO 2/10 - Não interrogar responsáveis técnicos do local


O erro é fazer um relatório, é não se preocupar principalmente com o histórico da instalação. O ideal é você fazer uma análise, e interrogar o responsável técnico do local; se for uma indústria, possivelmente o responsável técnico vai ter um responsável técnico da má nutrição, responsável técnico de qualidade e segurança do trabalho, e se for por exemplo em um condomínio, uma instalação mais simples, vai ter um responsável técnico que pode ser um eletricista, em algumas instalações nem profissional possui. Nesse caso: indico que você converse, pergunte sobre a instalação para a pessoa que mais conhece ali, esse é um requisito necessário no momento de você fazer essa análise.

‘’Eu não interrogava, às vezes eu deixava para perguntar no final, e é interessante que quando estamos fazendo nossa análise, percebe-se que uma informação dada para a pessoa que acompanhou uma manutenção, a instalação pode fazer diferença gerando um resultado mais confiável na hora de fazer uma recomendação técnica.’’

Eng. Pablo Guimarães




ERRO 3/10 - Esquecer de confirmar o acesso de todos os locais


Parece ser uma coisa tão simples, mas depende, tem instalações por exemplo, que é muito comum a indústria onde você não consegue ter acesso total das edificações, locais de todos os cômodos que é necessário inspecionar, e não é por uma questão de procedimentos burocráticos da empresa, e quando você vai fazer um entendimento na sua lógica, pensa que em duas horas vai conseguir visualizar tudo, só que às vezes, será impactado por um tempo de espera.


Quando você não tiver certeza se vai conseguir ou não se adequar a esse tempo de espera durante todo esse período, o que eu indico, é você justamente pensar da seguinte forma ‘’vou colocar no meu cronograma um espaço a mais de tempo, para dar-me uma certa segurança, nesse custo de homem hora, porque às vezes se fecha o serviço, o cronograma extrapola e leva prejuízo.’’

São erros simples, mas erros que todo mundo comete ou vai cometer um dia, é certeza.




ERRO 4/10 - Não revisar as exigências normativas antes da inspeção


Um exemplo para você entender esta situação: Fechou o serviço no sábado, segunda ou terça esta indo no local, e acaba não revisando, isso é comum para quem já está no mercado há um bom tempo, eu já cometi muito esse erro no início, mas já fiz mais de 50 relatórios, mais de 100 serviços desse, então se tornou simples pra mim, só que com passar do tempo se a gente não renova os dados básicos de conhecimento, vamos perdendo memória, e vai chegar o momento em que o que eu vou analisar é só o básico, ou seja, eu sou um profissional experiente, mas so vou só lembrar de pontos básicos, e mais, eu vou perder conteúdo de análise. - Eng. Pablo Guimarães


Nossa dica principal: Tenha resumo técnico! Você mesmo produz o resumo das normas em cima das principais recomendações, das principais conformidades, e visualize isso durante o caminho para ir para o local ou no tempo de espera, aqueça a sua memória técnica.



ERRO 5/10 - Não usar os EPI’S adequados


Não é um erro de análise, é um erro de procedimento!


Se questione: O profissional foi contratado para fazer uma inspeção elétrica, e dentro dos requisitos da NR 10 diz que o próprio profissional tem que seguir os procedimentos técnicos, mas ele decide não seguir os parâmetros, realiza o serviço usando boné e macacão, sem os devidos equipamentos, como: luva de proteção contra choque, luva de isolamento ou luva de vaqueta que faz a proteção térmica, a roupa não é ATPV, que previne contra inflamabilidade, nem capacete ou viseira. Como ele saberá que o circuito esta energizado? – Observando o disjuntor, estando para cima, significa que ele esta energizado, o disjuntor da Siemens por exemplo; se a chave de teste perder isolamento, ocorrerá um arco elétrico, sem nenhuma proteção será fatal, queimaduras que podem levar a óbito, além do ataque no miocárdio que ocorre além da queimadura devido a corrente passando pelo corpo.


‘’ Ahh mas eu só vou tirar uma foto do quadro’’ - No momento que você abre um quadro, sendo que é um quadro de alta intensidade de corrente, há uma incidência térmica ou uma possibilidade de um arco elétrico elevado, então, só o fato de abrir um painel, possuindo algum circuito ali, o risco altíssimo a vida.



ERRO 6/10 - Não validar informações do Diagrama Unifilar


Erro técnico


Entenda o que é diagrama unifilar.

O diagrama unifilar é um desenho feito sobre a planta baixa arquitetônica de uma construção. Seja o diagrama unifilar industrial, residencial, comercial ou outro, todos eles representam os pontos de conexão dos dispositivos e o trajeto dos condutores, além de outros fatores.

É o resumo do teu dimensionamento ou do dimensionamento do projeto das instalações elétricas, quando eu falo de uma inspeção elétrica, geralmente o diagrama unifilar vai estar no projeto; e há a necessidade de estar na porta do painel.


Cada painel vai ter o seu diagrama unifilar. O que será validado?


Validar se essa instalação esta respaldada com diagrama unifilar, às vezes a mesma não possui diagrama, mas quando se tem, pode estar totalmente desatualizado, então deve-se verificar o painel, lembrando que: o painel tem proteções contra a tensão de toque, mas sem os equipamentos necessários, não o protege de um arco elétrico, por isso que ao abrir um painel você tem que pelo menos estar usando uma roupa atpv e uma proteção facial para evitar de futuros transtornos.



Exemplo:



















ERRO 7/10 - Não observar as identificações nas instalações elétricas


É um erro que muita gente deixa passar ou analisa de forma simplificada.












Identificações nas instalações elétricas. Normas para se basear: desde NR10 NBR 5410, NBR 5419, NBR 14039, etc..

Por exemplo:

  • Shopping Center, hospital, locais de grande afluência ao público: NBR 5410

  • Hospital, clínica também tem uma Norma específica para locais de Atendimento à saúde que vai se basear na 5410 e outras.

É necessário avaliar o tipo de instalação

  • Qual é o tipo de sinalização pertinente? arc flash ou estudo de energia incidente que vai determinar;

  • Qual é o tipo de vestimenta adequada?



ERRO 8/10 - Não avaliar a necessidade dos dispositivos de proteção ( DPS, DR..)


Entendo que, patologias podem existir em uma instalação elétrica, é necessário avaliar as necessidade dos dispositivos de proteção DPS, DR, entre outros. Dentro de um projeto elétrico ou de um projeto de proteção contra descargas atmosféricas, não é simplesmente recomendar sem analisar, e as vezes não precisa, por exemplo, de um DR, mas atenha-se as patologias.


Avalie, é você que tem que levar a solução!


Sobre estes dispositivos: eles devem ser instalados segundo as prescrições da Norma NBR 5410 para instalações elétricas de baixa tensão, a fim de garantir a segurança de pessoas e animais, o funcionamento adequado das instalações e a conservação dos bens.



DR / DPS


















ERRO 9/10 - Não realizar testes exigidos em Normas ( NBR 5410, NBR 5419, ETC)


  • NBR 5410 - exige alguns testes no item 7;

  • NBR 5419 - vai exigir também testes de continuidade verificação análise de risco;

  • NBR 1439 vai exigir uma determinação


Cada Norma vai ter uma exigência específica! - Você tem que fazer uma análise e ver o que se enquadra na instalação



Por exemplo:


Testes:

Depende do seu serviço e de como você fechou o escopo do serviço. Se é uma inspeção completa da instalação elétrica de baixa tensão, você vai ter que executar o teste da 5419, os testes da 5410, e o da manutenção você pode requisitar do teu cliente para que ele forneça os testes que são oriundos de dentro da manutenção da subestação, sendo assim, você vai anexando dentro de uma gaveta ou dentro de um caderno de documentação; é basicamente pensar em um conjunto de documentações. Analise o seu cliente para o requisito mínimo de exigência do prontuário, se ele não possuir, será requisitado por outros órgãos para serviços específicos, como: SPD, relatório de instalações elétricas, entre outros.


O teste vai ser de acordo com a necessidade e com o escopo do serviço.



ERRO 10/10 - Não apresentar recomendações técnicas


Não se trata de um cronograma, o cronograma você pode apresentar para o seu cliente, mas será necessário avaliar de acordo com a fábrica, ou um cronograma básico baseado na própria nr 28, pois não atendendo as conformidades, devem ser sanadas em pelo menos 60 dias, o que vai te causar dor de cabeça, caso entre com algum pedido de adiamento com o advogado, pode-se adiar por mais 120 dias de acordo com o cronograma, principalmente se for atuação em manutenções preditivas maiores ou infra-estruturas maiores, mas você pode trabalhar com o cronograma máximo de 60 dias em cada item, é recomendado que precisa ser feito de acordo com os problemas que encontrou, o ideal é que classifique mediante o item mais crítico.


O mais crítico você tenta colocar com prioridade!






Nosso Instagram possui dicas exclusivas do mundo da eletricidade:









Quer saber mais? Acompanhe nosso canal no youtube:

Elétrica Academy - Eng. Pablo Guimarães



Gostou deste conteúdo?

Conheça nossos cursos

Clique e saiba mais >>>

https://www.pabloguimaraes-professor.com.br/cursosonline






Fontes:

1. 1588892206-Eletrica.pdf (ibape-sp.org.br)

2. ed-96_Fasciculo_Cap-I-Inspecao-de-instalacoes-eletricas.pdf (osetoreletrico.com.br)




Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook - Círculo Branco
  • Google+ - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

CONTATO

(92) 9 8235-9802 

 

(Ligação e WhatsApp)

E-MAIL

SOMOS ASSOCIADOS

Engenheiro Pablo Guimarães - © 2020 - Todos os direitos reservados