Buscar

Aplicação da Termografia como Técnica de Prevenção de Defeitos em Instalações Elétricas

A termografia em instalações elétricas é um procedimento técnico que baseia-se em captar o nível de radiação infravermelha emitida pelos corpos e converter esses dados ao espectro eletromagnético visível.


No processo de funcionamento de instalações elétricas sejam elas residenciais, comerciais ou industriais ocorrem variadas perdas, sejam elas ocasionadas por má conexão, dimensionamento incorreto de equipamentos, efeito joule, entre outros fatores. Todos estes itens podem ocasionar paradas no sistema e variadas problemáticas desde perdas econômicas ou até mesmo de vidas humanas.


Destes fatores surge a necessidade de aplicação da manutenção preditiva, este tipo de manutenção baseia-se em antecipar a prevenção antes que um defeito ocorra. Partindo deste princípio uma das principais formas de prevenção e alcance de uma correta produtividade do sistema, aplica-se a utilização da termografia em instalações elétricas.


Palavras-chave: Termografia, Manutenção preditiva, Radiação infravermelha.


Todo material conhecido emite energia em forma de calor na zona de radiação infravermelha do espectro eletromagnético, a inspeção termográfica baseia-se na captação desta radiação. O equipamento converte a radiação infravermelha para o espectro da luz visível, permitindo assim que possamos analisar o calor gerado pelos equipamentos.


Sua principal importância dentro da manutenção em sistemas elétricos é na utilização de suas propriedades afim de detectar falhas ou anomalias no sistema sem a necessidade de intervenção física nos equipamentos diminuindo assim os riscos e aumentando a produtividade dos colaboradores, buscando também prezar pelo fator econômico.


A utilização da termografia como técnica de manutenção na maioria das vezes ocorre em locais na presença de sistemas energizados, portanto se faz necessária a qualificação do profissional que realiza tal inspeção, todos os procedimentos para realização dos serviços devem ser seguidos de acordo com o recomendado pelas normas técnicas do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e Agência Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).




Img 01 - Câmera Termográfica FLIR


Img 02 - Realização de Inspeção Termográfica em Disjuntor

Img 03 - Termograma Gerado e Detectada má conexão nos bornes do Disjuntor.

As configurações das câmeras termográficas nos permitem analisar e quantificar a necessidade, tempo de trabalho para adequações e até mesmo a vida útil dos equipamentos danificados. O equipamento auxilia na detecção de problemas relacionados a corrente e resistência elétrica que normalmente são provocados por conexões frouxas, corrosão, oxidação ou falhas nos equipamentos, estes fatores podem ocasionar sobrecargas no sistema e até mesmo princípios de incêndios. Também podemos citar os erros de montagem, projeção, execução dos serviços e a falta de manutenções preventivas nas instalações elétricas.

As principais vantagens da utilização desta ferramenta são: Facilidade de operação, não há necessidade de parar o processo produtivo, permite antecipar danos, maior segurança ao operador e antecipação de perdas que podem ser geradas.

Contudo, atualmente a termografia é reconhecida como uma das principais técnicas e formas de analisar o funcionamento de uma instalação elétrica sem a necessidade de maiores mobilizações, tornando-se assim uma ferramenta acessível, com produtividade alta e maior economia quando se diz respeito a manutenção de sistemas elétricos.


Autor: Wagner Dias Reis

  • Facebook - Círculo Branco
  • Google+ - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

CONTATO

(92) 99372-3630 (Whatsapp)

 

(92)98143-0084

(92) 3016-7001

E-MAIL

SOMOS ASSOCIADOS

Engenheiro Pablo Guimarães - © 2017 - Todos os direitos reservados